A Startup que está revolucionando a Pesquisa Salarial

HRTechs: Startups com foco em Recursos Humanos

A tecnologia está presente no dia-a-dia de praticamente todas as pessoas, trazendo mais agilidade, conforto e economia na maneira que compramos, nos deslocamos, comemos e muito mais. Para que tudo isso seja possível, existem inovadoras empresas de tecnologia que atuam nas mais diversas áreas: Financeira (FinTechs), Agricultura (AgriTechs), Saúde (HealthTechs), Direito (LegalTechs), e por aí vai.
A área de Recursos Humanos, por sua relevância para qualquer empresa, não ficou de fora e já pode contar com os serviços de algumas HRTechs (Human Resources Techs), Startups que estão inovando as atividades de responsabilidade do RH. Inovação, nesse caso, significa maior agilidade e eficiência em processos, somando a isso redução de custos, erros e retrabalhos, reforçando a importância estratégica que a área de Capital Humano tem nas empresas que vêm se destacando no mercado.

Pesquisas Salariais: avaliar grau de competitividade para subsidiar as políticas salariais

Os objetivos de qualquer tipo de pesquisa normalmente são bem claros: investigação e análise para descoberta de novos conhecimentos.
Uma Pesquisa Salarial, seguindo este raciocínio, busca investigar as informações de rendimentos de diferentes ocupações, escolaridades, faixas etárias e etc, praticados por determinado ramo de atividade em uma região alvo para analisar o grau de competitividade das políticas salarias de uma empresa frente a seus concorrentes.

Pesquisas colaborativas: caras, demoradas e duvidosas

s após o inicio da Pandemia do Covid-19Imagine que você quisesse fazer uma pesquisa para descobrir a média de idade das pessoas que frequentam palestras de RH na sua cidade. Uma alternativa possível seria ir de palestra em palestra entregando para cada participante um papel com a seguinte pergunta:

    – Olá, estou pesquisando a idade das pessoas que frequentam palestras de RH na cidade. Qual a sua idade, por favor?

Após um bom tempo indo em todas as palestras de RH da cidade, convidando cada participante que chegava a responder o seu questionário, tendo que convencê-los da importância da sua pesquisa, aguardando o término de cada palestra para coletar os papéis com as respostas… Você está pronto para tabular os resultados e descobrir a média de idade das palestras de RH na sua cidade!
Porém, ao se deparar com o número final, você pode (e deveria) se perguntar:

dúvida“Será que todos responderam a verdade?”
dúvida“Será que fui em todas as palestras de RH?”
dúvida“Será que falei com todos os participantes de determinada palestra?”

Se o resultado de uma pesquisa feita dessa forma é questionável, imagine se não houvesse palestras de RH acontecendo na sua região… Na falta de alternativa, poderia ser feita uma pesquisa semelhante em uma região onde ocorrem mais palestras de RH e aplicar algum tipo de deflator ou ajuste no resultado final para tentar, quem sabe, refletir como seria na sua região… Ou então, fazer a pesquisa em palestras sobre investimentos e também aplicar algum tipo de ajuste e…oh-oh
Até pouco tempo, essas eram as opções para as empresas tentarem descobrir a realidade salarial do mercado e concorrência: pesquisas colaborativas.
Um grupo de empresas se reunia para informar os níveis de rendimento de suas ocupações e departamentos para que fosse gerada uma análise dentro desse pequeno universo. Como muitas vezes não era possível reunir um número mínimo de empresas de um mesmo setor / porte / região para assegurar uma significância estatística, eram abordadas empresas de outras áreas de atuação e de diferentes portes para serem incluídas na mesma pesquisa. Todo esse processo era bastante demorado e custoso, o que refletia em custos bastante elevados para as empresas participantes do clube terem acesso aos resultados da pesquisa. Houve um tempo onde era um privilégio poder arcar com os custos e participar de tais pesquisas, privando empresas menores de terem acesso a informações tão importantes. Além de tudo isso, não era possível garantir um nível de confiança pois as empresas normalmente têm receio de informar dados sensíveis como o de rendimento de seus colaboradores, principalmente para seus concorrentes.

Após investirem dezenas de milhares de reais e esperar vários meses para obtenção dos resultados, as empresas eram praticamente obrigadas a consumir as análises estáticas geradas por inúmeros meses e até mesmo anos, mesmo sabendo que aqueles valores já tinham pouca aderência com a realidade. Em um mundo tão dinâmico (onde surgem e desaparecem concorrentes a todo instante e profissionais trocam de empresa com maior frequência que no passado), não faz mais sentido investir tanto tempo, esforço e dinheiro em uma pesquisa estática que em poucos meses estará defasada.
Se uma alternativa é aplicar algum reajuste em cima dos números dessas pesquisas para tentar mantê-las válidas por mais tempo… E quando surgem novos competidores que mudam o mercado de trabalho da região? Esses novos players podem competir não apenas pelo mercado mas, principalmente, pela mão de obra disponível. 

E agora, que HRTech poderá nos ajudar?

Voltando ao exemplo da pesquisa da média de idade dos participantes das palestras de RH de seu município: Imagine se você pudesse, simplesmente, ter acesso à data de nascimento de todos os participantes de todas as palestras da cidade através dos documentos de identidade oficiais que foram utilizados nos cadastramentos… Seria muito mais rápido e mais confiável, não é mesmo?
Imagine, agora, poder ter acesso instantâneo aos dados de idade, valor do ingresso, lotação e muito mais para todas as palestras que estão ocorrendo em todo o Brasil!
Você poderia saber qual palestra tem mais pessoas, qual tem mais jovens, qual é a mais concorrida e qual é a mais cara… Em quais regiões o número de palestras está aumentando… E em quais as palestras estão diminuindo ou nem existem mais… E se você quisesse fazer uma palestra para determinado público e com uma verba específica? Ou se você quisesse promover um produto para determinado público? Quão importante seria ter acesso a essas informações de maneira rápida e custo competitivo?

O Mercadômetro, Startup de HRTech sediada no parque tecnológico TECNOPUC, surgiu para levar as Pesquisas Salariais à Era da Informação.

 

Mercadômetro. Muito mais do que uma Pesquisa Salarial.

Após muita pesquisa, conversas com áreas de RH de grandes e pequenas empresas, muita dedicação e entusiasmo, testes e provas de conceito, surgiu o Mercadômetro. Como toda boa Startup, o Mercadômetro pretende revolucionar e, no seu caso, revolucionar a maneira como são feitas as pesquisas salariais. Não apenas por entender que o tempo de espera e o custo necessário para uma empresa se comparar com o mercado e a concorrência através das estimativas colaborativas estão obsoletos mas, principalmente, por acreditar que o nível de competitividade empresarial e profissional exija opções muito mais qualificadas, acessíveis e eficazes. Nossa plataforma veio para democratizar a Pesquisa Salarial, entregando informações precisas a um custo justo e acessível para qualquer empresa.


Pesquisa do Mercadômetro é discutida na GloboNews.


A realidade como ela é

Baseando-se em dados públicos oficiais, o Mercadômetro compila a realidade do mercado de trabalho. Os dados dos milhões de trabalhadores formais e das milhares de empresas atuando em solo brasileiro são analisados todos os meses. Após a criteriosa avaliação das informações para a detecção de inconsistências, nossos avançados métodos e algoritmos de ciência de dados estão prontos para fazer o recorte necessário para qualquer pesquisa salarial desejada, para qualquer ramo de atividade em qualquer município do Brasil. É possível dizer que o Mercadômetro apresenta um verdadeiro censo salarial, uma vez que seus dados refletem a totalidade (consistente) do mercado de trabalho.
Dessa forma, a Pesquisa Salarial do Mercadômetro atende as necessidades de empresas de qualquer ramo de atividade, porte e região do país.


 

Saiba como fazer uma Pesquisa Salarial


Conheça o número de estabelecimentos e trabalhadores em cargos gerenciais e operacionais do seu mercado acessando o Painel de Pesquisas Salariais


Se você ainda não conhece o Mercadômetro, acesse nosso site e cadastre-se para poder testar gratuitamente a plataforma: https://www.mercadometro.com.br

Siga também nossas mídias sociais para ficar sempre por dentro das novidades da plataforma:
LinkedIn
Facebook